E-mail Marketing: 10 dicas para melhorar a sua estratégia

A lista de e-mails é um recurso essencial para quem deseja divulgar seus produtos digitais, conteúdo de blogs e novidades sobre o seu negócio. Mesmo com o crescimento do marketing nas redes sociais, o disparo de e-mails ainda é bastante efetivo, pois permite que você tenha informações sobre seus potenciais clientes e mantenha uma comunicação direta com os mesmos.

Se o seu negócio não possui uma campanha de e-mail marketing, ou então o método utilizado não está sendo efetivo, esse artigo foi feito para você. No post de hoje, apresentarei 10 dicas para criar uma estratégia de e-mail marketing efetiva e explicar porque todo empreendedor deve construir uma lista de e-mails. Também compartilharei uma dica extra que ajudará na efetividade da sua estratégia de envio de correio eletrônico. Fique ligado em tudo que será mostrado, pois tenho certeza que, se você seguir essas dicas, terá bastante êxito com a sua estratégia de em e-mail marketing.

Todo empreendedor precisa ter uma estratégia de e-mail marketing

Os empreendedores que não possuem uma estratégia de e-mail marketing estão deixando dinheiro na mesa. Falo isso porque a taxa de vendas é muito maior quando um produto é divulgado por e-mail. 

Além da alta rentabilidade, os dados sobre as pessoas que se cadastraram para receber o conteúdo do seu site ou blog pertencem exclusivamente a você. Já nas redes sociais, os perfis e páginas que você cria nas mesmas não lhe pertencem. Em outras palavras, o dono do seu perfil no Facebook é o próprio Facebook. Desse modo, caso a rede social acabe, como aconteceu com o Orkut, você perde todas as informações dos seus seguidores, algo que nunca ocorrerá com a lista de e-mails. Eu falo mais sobre isso no post "3 análises que você deve fazer ao usar o Facebook". 

Agora que você sabe os motivos para o seu negócio ter uma lista de e-mails, confira as dicas para tornar a sua estratégia de envio de e-mail marketing mais efetiva:

1) Defina os objetivos da sua estratégia de e-mail marketing

Quando você começa a planejar uma estratégia de e-mail marketing, o primeiro passo a ser tomado é definir qual é o objetivo da sua campanha de disparo de e-mails. Existem 3 objetivos básicos em uma estratégia de e-mail marketing:

  • Criar uma relação mais próxima com possíveis clientes: um dos objetivos da captura de e-mails é lembrar as pessoas que a sua empresa existe. Para isso, você pode compartilhar novidades sobre o seu negócio, fazer com que os assinantes da sua newsletter sejam os primeiros a ter acesso ao conteúdo do seu blog, ou então contar histórias de sucesso de alguns dos seus clientes.

  • Realizar vendas: se o objetivo da sua estratégia de e-mail marketing é converter os seus seguidores em clientes, você deve fazer uma campanha de disparo de e-mails mais agressiva, mas sem tentar empurrar o produto para a pessoa. Você pode fazer uma série de vídeos explicando como o seu produto irá ajudar o potencial cliente. Não fique com peso na consciência de adotar uma estratégia de e-mail marketing mais agressiva. As ferramentas de disparo de e-mail têm um custo e ele deve ser pago através das vendas do seu produto.

  • Comercializar produtos de outras pessoas: disparar e-mails com o intuito de vender produtos de outros empreendedores também é uma boa estratégia de marketing. No entanto, antes de criar a campanha de e-mails, pesquise bastante sobre o produto que você deseja comercializar. Vender um item que tem pouca credibilidade, pode queimar o seu nome no mercado.

Para que você tenha mais êxito nas suas campanhas, você pode combinar dois desses pilares da estratégia de e-mail marketing. Por exemplo: Se o seu intuito é comercializar o produto de terceiros, você pode combinar essa estratégia com o envio de e-mail para estabelecer um relacionamento com o potencial cliente.

2) Crie e-mails segmentados

Definidos os objetivos da estratégia de e-mail marketing, você deve criar campanhas de e-mail de acordo com as características de cada possível cliente. Para isso, você pode usar informações como faixa etária, sexo, profissão, nível de escolaridade, interesses, área de atuação, ou até mesmo perguntas frequentemente recebidas pelo correio eletrônico.

O envio de mensagens personalizadas de acordo com os interesses de cada membro da sua lista aumentará sua taxa de engajamento da sua marca. Faço tal afirmação porque o potencial cliente sempre é cativado pelas marcas que enviam mensagens que se alinham com os seus desejos.

Outro tipo de segmentação de mensagens que você pode fazer é criar e-mails voltados para aqueles que não abriram a sua última mensagem, ou então clicaram no e-mail mas não acessaram o link que estava contido no mesmo. 

3) Use a ferramenta de e-mail marketing com moderação

Embora a ferramenta de e-mail marketing seja um recurso que ajuda a trazer rentabilidade para o seu negócio, ela deve ser usada de forma moderada. Evite enviar e-mails com muita frequência. O excesso de mensagens pode causar descadastramentos da sua lista, pois as pessoas ficam incomodadas com a quantidade excessiva de mensagens de uma mesma empresa.

Para saber se não está exagerando no disparo e-mails, observe o número de pessoas que solicitaram o descadastramento da sua lista de e-mail. Caso o número de solicitações seja alto, significa que você precisa repensar a sua estratégia de e-mail marketing. Faça testes quinzenalmente e veja qual é o tipo de campanha mais adequada para a sua persona.

Apesar da necessidade de espaçar o envio de e-mails, você não deve criar um intervalo muito grande entre os disparos de mensagens. Um espaço muito grande entre os e-mails enviados pode fazer com que a sua audiência esqueça da sua empresa, reduzindo a taxa de conversão e o engajamento.

Assim que você encontrar um padrão para a sua estratégia de e-mail marketing, recomendo que você crie um calendário com os dias que serão disparados os e-mails e quais os assuntos serão abordados conforme cada segmento da sua audiência.

4) Evite criar e-mails que tenham cara de spam

No Marketing Digital, a primeira impressão é a que fica? Sim. Se um membro da sua lista de e-mails abrir a sua mensagem e tiver a impressão que ela parece um spam, ele solicitará o descadastramento da sua base imediatamente.

Para que isso não aconteça, não escreva frases na cor vermelha e nem em caixa alta. Também dispense o uso de expressões como “clique aqui” e “grátis”, e o emprego de sinais de pontuação de forma repetida (!!!). O que irá lhe diferenciar dos seus concorrentes é a relevância dos seus conteúdos, e não o acréscimo de textos coloridos no corpo do seu e-mail.

5) Use uma boa ferramenta de e-mail marketing

Uma das dúvidas mais frequentes das pessoas que começam a elaborar uma estratégia de e-mail marketing é saber quais são as melhores ferramentas de disparo de e-mails. 

Alguns clientes me perguntam se não existem ferramentas de disparo de e-mails que sejam gratuitas. Sim, elas existem. Porém, normalmente não possuem tanta efetividade quanto as pagas. Se estiver na dúvida entre usar uma ferramenta de e-mail marketing paga ou gratuita, peço que você avalie o seguinte ponto: será que vale a pena economizar alguns reais e perder potenciais clientes porque seus e-mails não chegaram aos seus seguidores? Além do mais, lembre-se que o gasto (vamos chamar de investimento!) que você terá com a ferramenta de e-mail marketing pode ser recuperado com as conversões obtidas em um único disparo.

6) Escreva um título que desperte a curiosidade do leitor

Muitos empreendedores não obtêm sucesso nas suas campanhas de disparo de e-mails por um simples motivo: o título da mensagem. A principal regra da estratégia de e-mail marketing é que você apenas comercializará o seu produto ou terá o seu conteúdo visualizado se o título da mensagem for atraente. Por esse motivo, dedique tempo e foco elaborando o título do seu e-mail.

Para criar um título atrativo para o leitor, você deve criar títulos que resumam o conteúdo da sua mensagem e despertem a curiosidade da pessoa. Veja um exemplo de título que pode atrair o seu público:

“A verdade que ninguém nunca contou a você sobre E-mail Marketing”

Outro exemplo de título que atrai a atenção do leitor é aquele que traz uma série de dicas em forma de lista:

"5 dicas para turbinar a sua estratégia de e-mail marketing"

Se você possui um blog que tenha algum artigo com esse modelo de título, aproveite-o nos títulos dos disparos de mensagens.

7) Seja objetivo nas suas mensagens

Vá direto ao assunto que você deseja falar. Se você fizer uma introdução muito grande para a mensagem, o leitor pode achar que você está enrolando demais e voltar a atenção para algo que ele considere mais interessante. Isso também vale para quando fazemos uma apresentação, ou então gravamos um vídeo para o Youtube.

Escreva apenas aquilo que é fundamental, ou então quando tiver algo de relevante para falar.

8) Não tenha medo dos descadastramentos

Na estratégia de e-mail marketing, uma das coisas que assusta muitos empreendedores são as solicitações de descadastramento da lista de e-mail. Você não deve ter receio das pessoas deixarem a sua newsletter, uma vez que isso é algo bastante frequente. No entanto, fique sempre atento ao índice de descadastramento da sua lista, pois, se a taxa de remoção estiver elevada, significa que o seu conteúdo está tendo pouca relevância para a sua audiência, ou então você tem disparado e-mails com muita frequência.

Ainda não existe uma estatística que mostra quando o número de descadastramentos se torna preocupante. Mas pesquisas mostram que a taxa de remoção geralmente aumenta quando são enviados muitos e-mails de vendas - o que faz muito sentido.

9) Fique atento aos erros de português

Quando redigimos o conteúdo de um e-mail que será disparado, geralmente cometemos erros de ortografia. No entanto esse é um ponto que merece muita atenção, pois pode fazer com que o leitor tenha uma má impressão a seu respeito. Para impedir que isso aconteça, revise sempre o texto que será inserido na mensagem.

Antes de fazer a correção, recomendo que você feche o texto após terminar de escrevê-lo e se afaste pelo menos por trinta minutos do computador. Faço tal recomendação porque, se você começar a revisar o texto logo depois de escrevê-lo, terá dificuldades para encontrar possíveis erros, uma vez que o conteúdo ainda está “fresco” na sua memória.

Outra opção é pedir para outra pessoa revisar o seu texto. Como já estamos habituados com aquilo que escrevemos, alguns erros podem passar despercebidos e, como consequência, podem afetar a sua campanha de e-mail marketing. Por esse motivo, sempre que puder, mostre o rascunho da sua mensagem para outra pessoa. Essa dica também é válida para quem escreve artigos para blogs ou textos para e-books.

10) Teste os links dos e-mails

Antes de disparar os e-mails, não se esqueça de testar os links que você inseriu na mensagem. Coloque os links que você selecionou em um lugar que o leitor não tenha dificuldade de encontrá-los. Verifique sempre se a URL do site de destino está correta, pois é decepcionante quando você se interessa pelo conteúdo, clica no link indicado e o mesmo está incorreto. Falhas como esta também diminuem o engajamento e a taxa de conversão.

Dica extra: Seja sempre pessoal!

Você tem uma boa estratégia de e-mail marketing, mas não consegue gerar engajamento ou vender os seus produtos? Um dos motivos pode ser que na assinatura do e-mail, você está usando o nome da sua empresa ou site ou invés do seu próprio nome.

Atualmente, quando as pessoas se interessam pelos serviços de um site, ou o conteúdo de um blog, elas querem saber quem é o responsável por aquele trabalho. Assinar as mensagens de uma campanha de e-mail com o próprio nome cria uma conexão maior com o potencial cliente, além de ser algo mais pessoal.

Conclusão

Espero que essas 10 dicas ajudem a sua campanha de e-mail marketing a ser bem-sucedida, trazendo mais clientes para o seu negócio.

Agora que você já sabe o essencial para ter uma boa estratégia de e-mail marketing, mãos à obra! Caso tenha alguma dúvida a respeito do assunto, entre em contato, quem sabe podemos esclarecer? 🙂

Até a próxima!

Compartilhe nas redes sociais:

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Felipe Rasmussen

Felipe Rasmussen
Arquiteto de formação pela FAU-USP, pegou gosto pela Internet ainda na faculdade. Desenvolveu seu primeiro site para o projeto de graduação, lá nos idos de 2000, e não parou mais. Agregou ao seu conhecimento o Marketing Digital, e hoje, juntamente com a equipe da Macroweb, ajuda empresas de todo o país a apresentar-se na Internet de forma útil, relevante e profissional.

Você também pode se interessar por: